Dani Lins é apresentada pelo Sesi Vôlei Bauru

By | Notícias | No Comments

Nesta terça-feira (07) a levantadora foi apresentada oficialmente como reforço do Sesi Vôlei Bauru para a temporada 2019/2020. Durante a coletiva, a atleta ressaltou o prazer em voltar a defender o Sesi-SP, onde atuou entre 2011 e 2014, e mostrou empolgação e otimismo com o desempenho da equipe na próxima temporada.

“Estou muito feliz de voltar ao Sesi após cinco anos. Agora mais experiente, mãe, mais paciente e mais focada nos objetivos. A expectativa é muito boa para a próxima temporada, pois estão montando um time forte, competitivo e com o objetivo de chegar à final da Superliga. É um grupo muito bom, que mistura juventude com experiência e, por isso, estou com as melhores expectativas e vibrações possíveis. Já fomos muito bem na temporada passada, quando ganhamos o Paulista e chegamos às semifinais da Superliga, mas os objetivos têm de ser maiores a cada nova temporada”, afirmou a campeã olímpica.

 

Créditos: Marcelo Ferrazoli/Assessoria Sesi Vôlei Bauru

 

Dani Lins ainda revelou ter recebido propostas de outros equipes, do Brasil e do exterior, porém a estrutura e a qualidade do elenco do Sesi Vôlei Bauru pesou na decisão da levantadora.

“Prezo muito por uma boa convivência de grupo, com jogadoras de boa índole. E, quando começaram a falar nas jogadoras que pretendiam trazer, considerei que seria muito bom retornar para o Sesi. Além disso, vou estar de casa nova, porque é fora de São Paulo, onde já estou há quase dez anos morando, e será uma experiência boa com a Lara (filha de Dani Lins) morar no interior. Até brinquei que vou morar em uma casa, que era o meu sonho. Então, todos esses fatores se juntaram, como a qualidade do time, a estrutura, que já conheço, a comissão técnica e o grupo de atletas, para que eu me decidisse a vir para cá”, explicou.

Saiba como será o formato dos playoffs da Superliga Feminina

By | Notícias | No Comments

Com três rodadas restando para o final da fase classificatória, o Hinode Barueri ocupa a quarta colocação, com 38 pontos, e já está garantido nas quartas de final da Superliga Cimed Feminina 2018/2019. As datas da próxima fase ainda serão definidas pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), mas acontecerão por volta do final de março.

Nesta temporada o formato dos playoffs sofreu algumas alterações em relação à Superliga 2017/2018, confira abaixo como será disputado. As grandes mudanças acontecerão nas semifinais e na final da competição.

Quartas de Final

As oito melhores equipes da Superliga se enfrentam, no sistema de melhor de três jogos, ou seja, quem vencer duas partidas avança para a fase seguinte. A ordem do cruzamento será: 1º x 8º, 2º x 7º, 3º x 6º e 4º x 5º.

As equipes com melhor desempenho na fase classificatória terão a vantagem de mandar dois jogos em casa, escolhendo a partir das opções a baixo:

  • 1º Jogo e 3º Jogo em casa
  • 2º Jogo e 3º Jogo em casa.

Semifinal

A semifinal irá reunir as quatro equipes classificadas, seguindo o mesmo formato de melhor de três partidas. O vencedor do confronto entre o 1º e 8º colocado enfrenta o vencedor do confronto entre 4º e 5º colocado, consequentemente fazendo a outra a semifinal ser disputada entre os vencedores das partidas envolvendo o 2º x 7º colocado e 3º e 6º colocado.

As equipes com melhor desempenho na fase classificatória terão a vantagem de mandar dois jogos em casa, escolhendo a partir das opções a baixo:

  • 1º Jogo e 3º Jogo em casa
  • 2º Jogo e 3º Jogo em casa.

Final

Na última edição, a final foi disputada em apenas duas partidas e com um golden set em caso de necessidade. Desta vez, a final será disputada em melhor de três partidas, onde o finalista com melhor desempenho na fase classificatória tem a vantagem de escolher os mandos de campo.

 

Confira o caminho do Hinode Barueri para o título neste momento

 

Quartas de Final

Jogo 1 – (1º) Itambé/Minas x Curitiba Vôlei (8º)

Jogo 2 – (2º) Dentil/Praia Clube x Fluminense (7º)

Jogo 3 – (3º) Sesc/RJ x Osasco/Audax (6º)

Jogo 4 – (4º) Hinode Barueri x Sesi Vôlei Bauru (5º)

Semifinal

Semifinal 1 – Vencedor do Jogo 1 x Hinode Barueri

Semifinal 2 – Vencedor do Jogo 2 x Vencedor do Jogo 3

Final

Hinode Barueri x Vencedor da Semifinal 2 (Dentil/Praia Clube, Fluminense, Sesc/RJ ou Osasco/Audax)

 

 

Hinode Barueri fará cinco partidas em fevereiro; veja os adversários

By | Jogos, Notícias, Vôlei | No Comments

Atual terceiro colocado, atrás apenas do Dentil/Praia Clube e do Minas Tênis Clube, o Hinode Barueri é um dos destaques da Superliga Cimed 2018/2019. Em 14 partidas, soma dez vitórias e 29 pontos.

A equipe de Barueri fará a sua primeira partida do mês nesta terça-feira (05), contra o Balneário Camboriú, às 19h30, no Ginásio José Correa. Ainda em fevereiro, o Hinode Barueri fará mais quatro partidas, contra Osasco Audax, Minas Tênis Clube, Sesc/RJ e Curitiba Vôlei.

Confira as datas, horários e onde assistir as partidas do Hinode Barueri:

05/02 – Hinode Barueri x Balneário Camboriú – 19h30

Transmissão: Canal Vôlei Brasil

08/02 – Osasco Audax x Hinode Barueri – 21h30

Transmissão: SporTV 2

12/02 – Minas Tênis Clube x Hinode Barueri – 19h00

Transmissão: Globoesporte.com

16/02 – Sesc/RJ x Hinode Barueri – 18h30

Transmissão: SporTV 2

26/02 – Curitiba Vôlei x Hinode Barueri – 20h00

Transmissão: Canal Vôlei Brasil

Jogos do Hinode Barueri em dezembro: veja quais serão transmitidos

By | Notícias | No Comments

Por conta da parada de final de ano, que acontecerá do dia 21 ao dia 8 de janeiro, dezembro será mais curto para o Hinode Barueri. A equipe paulista fará apenas quatro partidas no mês, entre os dias 04 e 21 de dezembro, onde duas delas terão transmissão do Globoesporte.com e a outra será televisionada pelo SporTV 2.

No momento, o Hinode Barueri ocupa a quinta colocação da Superliga Cimed 2018/2019, com três vitórias e apenas uma derrota.

Confira as partidas do Hinode Barueri em dezembro:

 

04/12 – Hinode Barueri x Osasco Audax – 21h30

Transmissão: SporTV 2

11/12 – Hinode Barueri x Sesc/RJ – 19h30

Transmissão: Globoeesporte.com

14/12 – Praia Clube x Hinode Barueri – 19h00

Transmissão: Globoesporte.com

21/12 – Hinode Barueri x Curitiba Vôlei – 19h30

Sem transmissão

(Foto: Gaspar Nóbrega/Inovafoto/Hinode Barueri)

 

Saiba como assistir a fase final do Campeonato Paulista de Vôlei

By | Notícias | No Comments

Nesta quinta-feira (25) o Hinode Barueri recebe o Osasco Audax, às 19h, no Ginásio Poliesportivo José Corrêa. O confronto será o primeiro de duas partidas que irão definir o finalista do Campeonato Paulista de Vôlei.

A segunda partida acontecerá no próximo sábado (27), às 21h45, em Osasco. Em caso de uma vitória para cada equipe, será disputado o golden set para definir quem avança à decisão.

A final será realizada contra o vencedor do duelo entre E.C Pinheiros e Sesi Vôlei Bauru, nos dias 2 e 6 de novembro. Todas as partidas da fase final terão transmissão do SporTV 2.

Confira as datas e horários da fase final do Campeonato Paulista:

25/10 – Hinode Barueri x Osasco Audax – 19h00

27/10 – Osasco Audax x Hinode Barueri – 21h45

02/11 – Primeiro jogo da final – 21h30

06/11 – Segundo jogo da final – 20h00

Saiba todas as regras do vôlei

By | Notícias | No Comments

Criado no dia 9 de fevereiro de 1895, pelo norte-americano William George Morgan, o voleibol nasceu com a intenção de ser um esporte sem contato físico, diferente dos que existiam na época. O intuito era poder praticar um esporte em que as lesões fossem raras, onde o objetivo do jogo seria passar a bola por cima da rede para atingir a quadra do adversário.

Atualmente a situação é um pouco diferente. O nível exigido é muito alto e as lesões não são tão raras como Morgan pretendia. Apesar de ter sido criado no século XIX, o vôlei chegou ao Brasil apenas em 1915 e foi ter suas regras definidas por uma organização somente em 1947, quando a FIVB (Federação Internacional de Voleibol) foi fundada na França. Veja as principais regras do vôlei!

Como é disputado?

O vôlei é disputado em cinco sets, com cada parcial terminando quando uma equipe atinge 25 pontos. Em caso de empate (por exemplo, 24 x 24), o set não pode terminar em 25 x 24, a partida segue até que abra uma diferença de dois pontos.

A equipe que vencer três sets vence a partida. Em caso de empate em 2 sets a 2, será disputado o tie-break, que é uma parcial menor para desempatar a partida. Vence quem atingir 15 pontos, com a mesma teoria dos dois pontos de vantagem em caso de empate.

Quantos jogadores por equipe?

Cada equipe possui seis jogadores titulares, três jogam perto da rede e três jogam no fundo de quadra, a ordem dos jogadores se alterna a cada mudança de posse de bola. O técnico de cada equipe ainda possui seis atletas reservas.

O que é falta no vôlei?

Existem vários tipos de falta no vôlei e todas resultam em um ponto para o adversário. As faltas são:

Dois toques: um jogador não pode tocar a bola duas vezes consecutivas.

Quatro toques: uma equipe não pode dar quatro toques na bola em apenas um ataque. São apenas três passes e você precisa virar a bola para o lado adversário.

Toque na rede: O jogador não pode em momento algum tocá-la.

Bola por fora da antena: A rede possui duas antenas, colocadas uma em cada lado. Se a bola passar por fora delas, é ponto do adversário.

Bola na antena: Caso o jogador acerte a antena, também é considerado falta e ponto para o adversário.

Toque apoiado: o jogador não pode se apoiar em nada para golpear a bola.

Rotação: Sempre que muda a posse de bola, outro jogador vai para o saque e acontece a rotação. Se ela não for feita da maneira correta, é falta.

Quais são as diferenças entre o vôlei de quadra e o vôlei de praia?

Mesmo número de sets, mas menos pontos

Para vencer um set, a equipe precisa fazer 21 pontos e ter dois pontos de diferença em relação ao seu adversário.

Ambiente diferente e apenas dois jogadores

O vôlei de praia é disputado em duplas e em um ambiente aberto e na areia.

Bloqueio conta como toque

No vôlei de praia, o bloqueio é contado como um dos três toques permitidos para cada equipe, já no vôlei de quadra é como se fosse um toque “nulo”.

Um jogador pode tocar duas vezes na bola.

No vôlei de quadra, um mesmo jogador não pode tocar a bola duas vezes seguidas, já no vôlei de praia essa possibilidade existe. É possível acontecer quando o atleta vai bloquear o adversário e a bola sobra para um segundo toque.

Troca de lado durante o set e não pode fazer substituições

Durante os dois primeiros sets, as equipes trocam de lado de sete em sete pontos somados (as duas equipes juntas). Não existe reservas no vôlei de praia. Em caso de lesão, a vitória é da dupla adversária.

 

[Foto: Divulgação/FIVB]

Brasil reage e derrota o México no Mundial

By | Notícias | No Comments

Nesta segunda-feira (08) a Seleção Feminina de Vôlei reencontrou o caminho da vitória no Campeonato Mundial. Após perder o primeiro set, o Brasil virou a partida e venceu por 3 sets a 1, parciais de 23/25, 25/23, 25/13 e 25/19.  Com a vitória, a Seleção somou três pontos e manteve a quarta colocação, com 16 pontos conquistados, dois atrás da zona de classificação para a terceira fase.

O próximo adversário do Brasil será a Holanda, nesta quarta-feira (10), à 1h25 (horário de Brasília), com transmissão do SporTV 2. As holandesas ocupam a segunda colocação do grupo, com 20 pontos somados.

Próximos jogos e resultados do Brasil na segunda fase do Mundial:

07/10 – Brasil 2 x 3 Alemanha

08/10 – Brasil 3 x 1 México

10/10 – Brasil x Holanda – 01h25

11/10 – Brasil x Japão – 07h20

*Todas as partidas terão transmissão dos canais SporTV e do site Flovolleyball (pago).

[Foto: Divulgação/FIVB]

Saiba quando serão os jogos da Seleção na segunda fase do Mundial

By | Notícias | No Comments

A Seleção Feminina de Vôlei já sabe com quem, e quando, vai jogar na segunda fase do Campeonato Mundial. O Brasil está no Grupo E, e vai jogar quatro partidas, brigando por uma das três vagas na terceira fase.

O primeiro jogo será na madrugada deste sábado para domingo, às 01h25, diante da Alemanha, com transmissão do SporTV. Confira abaixo a sequência completa do Brasil na segunda fase!

07/10 – Brasil x Alemanha – 01h25

08/10 – Brasil x México – 01h25

10/10 – Brasil x Holanda – 01h25

11/10 – Brasil x Japão – 07h20

*Todas as partidas terão transmissão dos canais SporTV e do site Flovolleyball (pago).